O futuro de uma esquerda sem futuro

Por Silvia Ramos Bezerra e Joelton Nascimento

Por uma esquerda sem futuro é uma provocação instigante. O curto ensaio de TJ Clark lança-nos a questão tão atual no Brasil contemporâneo, pois, para o autor, “o uso (…) da palavra esquerda remete, claro, a uma tradição política Continue lendo…

Anúncios

O recorrente “problema Trotski”

Por Mauricio Gonçalves

Esses elementos, indispensáveis para um bom “thriller policial”, todavia, não são acompanhados de uma satisfatória análise histórica e social. A inteligibilidade da práxis e da vida de Trotski é mais ou menos deduzida do “tipo psicológico” que é produzido Continue lendo…

Por uma escuta e música Comunista

Por Frederico Lyra de Carvalho via Analytica

Neste artigo discutimos as possibilidades da escuta e de uma música comunista. Contra o que chamamos de paradigma da escuta condominial, defenderemos a tese de que a escuta deve ser intrinsecamente dialética na sua relação entre indivíduo e coletivo. Em seguida sugeriremos o que seria esta música comunista e como ela pode nos aparecer.

Continue lendo…

Quem é o Nuit Debout?

Por Frederico Lyra de Carvalho

A Nuit Debout critica o governo e a polícia, enquanto que o “Je suis Charlie” é um claro suporte ao governo e foi mesmo incentivado por este. Este último era uma defesa da liberdade de expressão contra os islamistas, aplaudido por chefes de Estado e pelo aparato policial. Continue lendo…

És tu pro

Por Clarisse Gurgel

Situando o estupro como um ato nem só biológico, nem somente simbólico, somos levados a destrinchar algo que envolve uma pulsão. Assim compreendendo, seremos levados a considerar uma dimensão também não somente biológica, nem somente simbólica, na forma do sonho e na forma da mercadoria.

Continue lendo…

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑