Trump e as mulheres: uma crítica marxista

Por Sam Miller, via Jacobin Magazine, traduzido por Gabriel Landi Fazzio

Trump definiu a dialética de seu feminismo como algo entre o “doce por fora” mas implacável por dentro. Pode-se dizer que o Trumpismo e feminismo corporativa são dois lados da mesma moeda. No feminismo corporativo, o patriarcado celebra o seu domínio como feminino. Continue lendo…

Anúncios

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑