Não podemos fazer concessões em nossos princípios

Por Alberto Lombardo, via Pelo Anti-Imperialismo, traduzido por Bernardo Marques

“Cada passo de movimento real é mais importante do que uma dúzia de programas. (…) Se, no entanto, são criados programas de princípios (em vez de remetê-los de volta ao tempo em que tenham sido preparado por uma mais longa atividade conjunta), os marcos a partir dos quais se julga o nível de movimento do Partido erguem-se perante todo o mundo.” (K. Marx – Carta de acompanhamento à Crítica do programa Gotha; contrastado pelo tradutor com a tradução de José Barata-Moura – Edições “Avante!”) Continue lendo “Não podemos fazer concessões em nossos princípios”

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑