Pandemia, ignorância e novos lugares coletivos

Por Alain Badiou, via Libération, traduzido por Daniel Fabre

Nosso mal não vem de Emmanuel Macron mas do acoplamento entre propriedade privada e concentração de capital. É possível reinventar uma via comum ao redor de escolas que reúnam intelectuais, trabalhadores do mundo inteiro, artistas, a fim de elaborar ideias novas a partir do real. Continue lendo “Pandemia, ignorância e novos lugares coletivos”

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑