Estabelecer o Poder Popular para servir as massas

Por Samora Machel, via Marxists.org

Em 24 de julho a classe trabalhadora moçambicana rememora o Dia das Nacionalizações, em que se nacionalizaram a Saúde, a Educação e a Justiça (1975), bem como as casas alugadas (1976) Continue lendo…

Anúncios

Porque Sisi odeia os sindicatos

Por Ari Paul, via Jacobin Magazine, traduzido por Gabriel Landi Fazzio

A repressão do Estado egípcio sobre o movimento operário tenta de anular a força por trás da revolução da Praça Tahrir. O artigo dá sequência às reflexões sobre a centralidade da luta da classe trabalhadora na revolução egípcia. Continue lendo…

Mineiros e estudantes expõem os limites do pós-apartheid na África do Sul

Por Gabriel Landi Fazzio

De vez em quando, os efeitos das greves dos mineiros sul-africanos sobre o comércio internacional furam o silêncio ideológico da mídia comercial. Nessas horas, vemos que não devemos confundir o silêncio dominante com a suposta insignificância das lutas da classe trabalhadora. Ao contrário, o motivo aqui é um medo que tira o sono das classes dominantes.

Continue lendo…

Classe, Raça e Ideologia

Por Kwame Nkrumah, traduzido por Daniel Fabre.

Kwane Nkrumah foi o grande líder da independência de Ghana e um dos mais influentes pensadores do chamado ‘socialismo africano’. Influenciado pelas ideias de Marcus Garvey, do marxista C.L.R. James, do exilado russo Raya Dunayevskaya e do sino-americano Grace Lee Boggs, Nkrumah desenvolveu sua obra em constante relação com os desenvolvimentos da luta independentista na África.

Continue lendo…

Revolução e contrarrevolução em Burkina Faso

Por Gabriel Landi Fazzio

Quase um ano após a revolução que encerrou os 27 anos da ditadura de Blaise Compaoré, o Burkina Faso se aproxima das eleições gerais em outubro. Diz-se que a história só surpreende quem de história nada entende. Os companheiros da Tendência Marxista Internacional já apontavam, em 11 de Setembro de 2015, a crise do regime de transição e o risco de um golpe. Apenas 6 dias depois, as mídias de todo o mundo noticiavam o golpe militar. Em menos de uma semana, no entanto, o governo de transição voltou ao poder, após uma onda de mobilizações em todo o país.

Continue lendo…

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑