Categoria: Crítica

Althusser: manual de instruções

Por Panagiotis Sotiris, traduzido por Reginaldo Gomes A obra de Althusser não sofreu por ter caído no esquecimento ou por ter sido ignorada: ao contrário, ela sofreu por ser um pensamento “bem conhecido”. Ou como disse Hegel, “o que é bem conhecido em geral, justamente por ser bem conhecido, não é conhecido.” Todos pensam ter

Leia mais »

O “irrealismo” capitalista de Mark Fisher

Por André Márcio Neves Soares, mestre e doutorando em Políticas Sociais e Cidadania pela Universidade Católica do Salvador – UCSAL, e integrante do Núcleo de Estudos sobre Educação e Direitos Humanos (NEDH).  O escritor Mark Fisher nos deixou prematuramente. Seu primeiro livro, do qual retirei o trocadilho para o título deste texto, é um raio de

Leia mais »

Sobre a interpretação da mecânica quântica, por Vladimir A. Fock

Por Vladimir A. Fock, tradução comentada por Por Yuri Gomes  Aproveitando o aniversário de 65 anos da publicação do seminal artigo do físico soviético Vladimir A. Fock intitulado “Sobre a Interpretação da Mecânica Quântica” trazemos no presente artigo a primeira tradução em português comentada. Como poderá ser constatado pelo leitor, Fock tinha uma visão única

Leia mais »

Lukács: tempo e modo

Por José Paulo Netto[1] O valor da obra de Lukács radica, assim, no fato de haver recolhido, no confronto com a modernidade, o nódulo dos problemas contemporâneos, enlaçando-os com sua gênese e perspectivando-os como específicos de uma etapa crucial em que a humanidade aposta o seu destino. “A verdade é o todo. Mas o todo

Leia mais »

Base e superestrutura: um modelo para a análise e a ação

Por Derek Ford, via Liberation School, traduzido por Marcella Torres Embora o próprio Marx só tenha mencionado a “base” e a “superestrutura” em (pelas minhas contas) duas de suas obras, o “problema” da base-superestrutura continua sendo uma fonte de séria discórdia para os marxistas, nossos simpatizantes e nossos críticos. Apesar de seu papel descomunal nos

Leia mais »

O socialismo foi traído: entrevista com Roger Keeran e Thomas Kenny

Por Jornal Avante!, via Estevam Vieira Roger Keeran e Thomas Kenny são militantes comunistas norte-americanos. Roger é historiador com obra publicada e professor universitário. Thomas é economista. Amigos de longa data, lançaram-se juntos no estudo e aprofundamento das causas que levaram à derrota do socialismo e à desagregação da URSS, malogro que significou uma perda

Leia mais »

“O comunismo não pode ser abstrato”: LavraPalavra entrevista Vijay Prashad

Por Marcelo Bamonte e Otávio Losada “O comunismo não pode ser construído apenas a partir de um trabalho abstrato. Tem que ser construído na estrutura da sociedade em que você vive. Você tem que confrontar diretamente essas hierarquias sociais porque as hierarquias sociais realmente sustentam uma construção e mantêm a desordem social da qual o

Leia mais »