Categoria: Crítica

Contribuições de Gramsci para uma teoria materialista do direito

Por Gustavo Livio Antônio Gramsci é um autor de fartas contribuições para o pensamento crítico. Suas mais famosas elaborações teóricas talvez sejam as sobre o Estado, a política, a hegemonia (e o papel da ideologia) e a história. Mas há um notável silêncio sobre as contribuições gramscianas no campo do Direito. Nos círculos marxistas, Pachukanis

Leia mais »

Autofobia e liberalismo

Por Diogo Fagundes É impressionante a repercussão toda em torno da entrevista do Caetano Veloso. Ele apenas afirmou duas coisas: i) não é mais liberal; ii) possui um respeito maior pela história do socialismo do que possuía no passado. Estas duas orientações são decorrentes da leitura de Domenico Losurdo, segundo ele. Isto foi suficiente para

Leia mais »

Meu 1989

Por Li Minqi, traduzido por Leonardo Griz Carvalheira Prefácio do livro The Rising of China and the Demise of the Capitalist World Economy, NYU Press, 2008 [“A Ascensão da China e o declínio da Economia-Mundial Capitalista”].

Leia mais »

O Desencanto da Linguagem Nativa: uma análise fanoniana a partir do contexto colonial brasileiro

Por Cristhian Cecchetti “Este breve ensaio visa expor as relações sociolinguísticas entre os povos ameríndios do território brasileiro colonial com seus “senhores” portugueses. E em conjunto analisaremos a disposição de supressão sociolinguística dos povos africanos ocidentais trazidos sob a condição de “escravos” do império. Deste modo pretende-se levantar, utilizando o mote do pensamento de Frantz

Leia mais »

Filosofia e desejo de filosofia

Por Alain Badiou, traduzido por Daniel Alves Teixeira, trata-se do Capítulo 2 do livro Metafísica da Felicidade Real, editora PUF, Paris, 2015. Como muitos leitores o sabem – Rancière e seus amigos deram uma vez esse título a bela revista que eles haviam fundado -, Rimbaud utiliza uma estranha expressão: “as revoltas lógicas”. A filosofia

Leia mais »

Proibicionismo e capitalismo

Por Eitor Ramiro Sena de Macedo “Portanto, o debate proibicionista raramente está relacionado à saúde do usuário, mas sim à produtividade e a uma discussão, sobretudo, moral, buscando um controle dos corpos.  A proibição como forma de lidar com os problemas gerados na saúde se mostra ineficiente ano após ano, o que demonstra a falsa

Leia mais »

Pós-Modernidade: a luta por reconhecimento e distributividade

Por José Manuel de Sacadura Rocha “A pós-Modernidade tem revelado movimentos e presenças de desconstrução com alguma agressividade, de genuinidade indiscutível. Estes movimentos podem ser, grosso modo, repartidos em dois grandes grupos, conforme o “ponto de partida”: ou com foco político ou com foco iminentemente cultural. De certa forma, todos os movimentos sociais são, ao mesmo tempo,

Leia mais »

Devemos repetir o óbvio? Sobre a “verdade” da esquerda

Por Victor Hugo Amaro ” Nossas falhas são nossa história. Abraçar elas é o perfeito caminho para constatar o nosso óbvio (que sim, devemos repetir, mas repetir melhor): se permitem uma pequena referência a um grande texto de Freud, devemos corajosamente repetir, sagazmente recordar, para assim podemos triunfalmente elaborar nossa verdade. Por sorte, nossa tradição

Leia mais »