A abolição da propriedade fundiária

Por Karl Marx, traduzido por Matheus G. Ferreira Silva

Memorando de Marx à Applegarth em 1869 abordando a questão da propriedade fundiária e sua necessária superação pelo “grande movimento econômico do século XIX”. Continue lendo “A abolição da propriedade fundiária”

Anúncios

Uma conversa entre Inês Maia e Douglas Rodrigues Barros

Transcrito por Daniel Fabre

Este texto, que agora você lê, foi de uma conversa gravada secretamente, isto é, sem que os dois envolvidos no diálogo soubessem. Depois foi transcrito, editado por mim e revisto tantas vezes pelas duas pessoas envolvidas que se perdeu a coloquialidade do diálogo. Posteriormente, deram aval para a publicação. Havia mais gente na noite, mas, por razões explicitas, resolvi ocultar alguns nomes.

Continue lendo “Uma conversa entre Inês Maia e Douglas Rodrigues Barros”

Lênin, docente? Aproximando Vladimir Lênin e Bernard Schneuwly

Por Gabriel Lazzari*

Marx e Engels já apontavam os limites constitutivos da consciência no que tange à luta imediata dos trabalhadores em suas reivindicações diárias, sem vínculo com uma luta política mais ampla, ou seja, os limites da consciência chamada por Lênin de “trade-unionista”. É precisamente ao observarmos os termos em que Marx formula sua primeira abordagem da questão que conseguimos perceber que, em sendo as relações de produção mencionadas contraditórias internamente, também permitem o surgimento de uma consciência contraditória no seio do proletariado, ainda que limitada pela falta de compreensão da articulação total dos fenômenos que estruturam a sociedade capitalista, as lutas entre as classes, inclusive. Continue lendo “Lênin, docente? Aproximando Vladimir Lênin e Bernard Schneuwly”

O Fetichismo da “Hegemonia”

Por Agustin Cueva, traduzido por Fernando Savella

Antonio Gramsci se converteu, sem dúvida alguma, numa referência obrigatória para todos os estudos que são feitos atualmente acerca da questão do Estado, tanto na Europa ocidental como na América Latina. De um certo ponto de vista, o autor italiano aparece inclusive como o verdadeiro fundador da ciência política marxista, finalmente livre, como dizem, do “dogmatismo” e do “economicismo” e, portanto, da concepção “instrumental” do Estado que havia caracterizado o pensamento leninista. Dessa forma, Gramsci se tornou uma espécie de ‘anti-Lenin’, dotado de incalculáveis projeções teóricas e políticas.

Continue lendo “O Fetichismo da “Hegemonia””

A noção de obstáculo epistemológico em Bachelard

Por Delia Irusta, via Papeles de nombre falso, traduzido por Matheus Motta

Os debates sobre epistemologia animaram proficuamente os pensadores de meados do século XX, sobretudo na França. Canguilhem, Foucault, Lecourt e Bachelard foram capazes de influenciar não apenas este campo do pensamento, mas a própria filosofia e as ciências sociais. No presente artigo, Delia Irusta nos apresenta as noções básicas do pensamento de Bachelard atreladas ao conceito de obstaculo epistemológico. Continue lendo “A noção de obstáculo epistemológico em Bachelard”

Sobre os sujeitos emergentes: A validade do caráter revolucionário da classe trabalhadora e de seu partido de vanguarda

Por Diego Torres, via ICCR, traduzido por Fernando Savella

O autor, membro do Partido Comunista do México, faz um importante balanço sobre a atualidade do marxismo e do proletariado em ensaio de 2014. Aborda a grande contrarrevolução que se iniciou nos anos oitenta, faz a crítica dos supostos novos sujeitos emergentes, e defende a atualidade do Partido Comunista enquanto vanguarda da luta contra o capitalismo.

Continue lendo “Sobre os sujeitos emergentes: A validade do caráter revolucionário da classe trabalhadora e de seu partido de vanguarda”

O Império do Gênero

Por Movimento Juventude Connolly, traduzido por Ohana Meira

Para a maioria das pessoas, é raro que as discussões modernas de gênero se estendam para além das capturas de tela de postagens em tumblr e dos argumentos menos educados sobre gênero, sexo e suas diferenças – mas debater as identidades humanas está longe de ser algo novo. Como todas as normas sociais ocidentais, o “gênero” deriva de relações econômicas com terra, riqueza e privilégio. Continue lendo “O Império do Gênero”

Karl Marx contra os impostos

Por Karl Marx, traduzido por Thiago Lstrcc e Gabriel Landi Fazzio

Do mesmo modo como defendia a abolição do Estado, considerando todo Estado uma forma de ditadura de classe; Karl Marx nunca foi um grande entusiasta das utopias tributárias. Embora muitos partidos de esquerda, ao longo do último século, tenham combatido os impostos indiretos e defendido a tributação progressiva dos rendimentos (revindicação formulada no “Manifesto Comunista”), algumas concepções do revolucionário alemão sobre o tema talvez surpreendam seus leitores reformistas… Continue lendo “Karl Marx contra os impostos”

A constituinte, as igrejas e a questão LGBTI em Cuba

Por Cristina Silva

Antes de uma breve explicação do funcionamento da Constituinte, é necessário trazer à luz a participação da militância LGBTI durante o processo da constituinte e para além da constituinte. Infelizmente, de maneira oportunista, a presença dos movimentos LGBTI em Cuba ainda é falsamente compreendida como grupos isolados e anticomunistas, que fazem oposição “ao regime Castro”. O mesmo é feito em relação à impressão que temos sobre as discussões sobre sexualidade em Cuba, algo que remete a estagnação e a conservadorismo que é taxado como “moral revolucionária” por muitos estudiosos neoliberais. Porém, a prática cotidiana da presença da luta LGBTI em Cuba é completamente distinta do descrito. Continue lendo “A constituinte, as igrejas e a questão LGBTI em Cuba”

“Você toma uma solução racista e chuta os de baixo, ou um anticapitalista que atinge os de cima?”

Entrevista com Peter Mertens, por David Broder, via Jacobin Magazine, traduzida por Gabriel Landi Fazzio

A Bélgica não parecer ser um lar muito óbvio para o radicalismo político. No debate público em outros países europeus, a palavra “Bruxelas” é usada como sinônimo das instituições de uma União Europeia distante e burocrática. No entanto, a classe trabalhadora belga também tem sua própria história de exploração e luta, desde os mineradores de carvão do Borinage até a greve geral de 1960. Continue lendo ““Você toma uma solução racista e chuta os de baixo, ou um anticapitalista que atinge os de cima?””

Como a militância comunista está combatendo a extrema-direita?

Por Jones Manoel

Combatemos Bolsonaro sabendo que sua derrota não significará o fim do processo de fascistização da política burguesa – um processo que responde às condições objetivas das mudanças na acumulação mundial de capital e ao interesse político da classe dominante. Por isso, é preciso combater não só o “mal maior” – mas o programa da classe dominante como um todo! Continue lendo “Como a militância comunista está combatendo a extrema-direita?”

Star trek e além: a imaginação colonizada pelo capital

Por Philippe Augusto Carvalho Campos.

A ideia do trabalho é apresentar dois conceitos de um autor americano, o Frederic Jameson, e daí vou fazer uma breve análise da série Star Trek à luz desses conceitos e depois eu vou dar uma varrida sobre o que veio depois do Star Trek, também, tendo como filtro esses conceitos. O primeiro deles é o de ideologema. Continue lendo “Star trek e além: a imaginação colonizada pelo capital”

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑