Imperialismo Tardio: 50 anos depois do livro "A Era do Imperialismo", de Harry Magdoff

Imperialismo Tardio: 50 anos depois do livro "A Era do Imperialismo", de Harry Magdoff

Por John Bellamy Foster, via Monthly Review, traduzido por Konrado Leite. Não deixe de ver também o livro Introdução ao Imperialismo Tardio. O mais influente trabalho sobre o imperialismo continua sendo o clássico trabalho de V. I. Lênin de um século atrás, O Imperialismo: Fase Superior do Capitalismo (mais conhecido…
Capitalismo e produção de subjetividades negras

Capitalismo e produção de subjetividades negras

Por João Henrique Lima Almeida “Se a subjetividade se institui e se organiza através de nossas práticas sociais, estas orquestradas pelo capitalismo, e o capitalismo alocou os negros na situação de sub-emprego e desemprego, numa franja marginal, não é difícil reconhecer que o capitalismo produz as agruras que marcam a…

Sobre

LavraPalavra é uma plataforma digital de comunicação que veicula reflexões, críticas, resenhas e notícias sobre diversos temas e assuntos do mundo contemporâneo.

Educação, o produto global: o impacto da globalização nas formulações de políticas educacionais do Brasil

Educação, o produto global: o impacto da globalização nas formulações de políticas educacionais do Brasil

Por Giovanna Garcia, graduanda em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas. O fundamento deste trabalho se estabelece na necessidade de questionar e investigar a relação existente de influência entre os efeitos colaterais da Globalização na construção das atuais políticas públicas de Educação do Brasil, como a BNCC, e…
Os momentos da legalidade e exceção em Estado e Forma política e Crise e Golpe, de Alysson Mascaro

Os momentos da legalidade e exceção em Estado e Forma política e Crise e Golpe, de Alysson Mascaro

Por Antônio Soares Rocha Neto “Em Estado e Forma Política e Crise e Golpe, assim como em toda a obra de Alysson Mascaro, encontramos uma abordagem do Estado e do Direito distinta das tradicionais. O professor da USP busca a raiz desses complexos sociais não em seu conteúdo, mas na…
A CIA vista como um empregador democrático

A CIA vista como um empregador democrático

Por Black Panthers Party, via The Black Panther, traduzido por Lara Rossetto O presidente Nixon fez uma aliança surpreendente com certas forças da militância negra1. Isso pode parecer audacioso, ou até perigoso, como se brincasse com o fogo de uma consciência revolucionária negra. Mas é, na verdade, uma técnica de…
Deixar Mark Fisher ir. Sobre fantasmas, nostalgia e luto.

Deixar Mark Fisher ir. Sobre fantasmas, nostalgia e luto.

Por Pepe Tesoro. Traduzido por Reginaldo Gomes. Quatro anos após sua morte, a figura de Mark Fisher se vê ameaçada por uma situação paradoxal. Por um lado, grande parte de sua obra inspira o combate à vã nostalgia da esquerda e à mistificação inoperante de suas estratégias tradicionais, e encoraja…

Vozes

Louis Althusser

Louis Althusser

Alain Badiou

Alain Badiou

Slavoj Žižek

Slavoj Žižek

Alenka Zupančič

Alenka Zupančič

Frantz Fanon

Frantz Fanon

Karl Marx

Karl Marx

Mais Lidos

Entrevista exclusiva com Alain Badiou

Entrevista exclusiva com Alain Badiou

Entrevista por Marcelo Bamonte e Diogo Fagundes. Somente a luta revolucionária liberta os povos. Tomado e moldado em meio ao confronto prático, o filósofo francês Alain Badiou, 84, segue refletindo sobre as especificidades e totalidades do sistema do capital, que deve ser derrotado. “Hoje, um homem pode ter riqueza igual…
Por uma crítica marxista à Interseccionalidade

Por uma crítica marxista à Interseccionalidade

Por Holly Lewis, traduzido por Nícolas Duarte e Diana Capella. Esse texto é uma seleção de trechos do livro The Politics of Everybody: Feminism, Queer Theory and Marxism at the Intersection (em tradução livre, “A Política do Todo: Feminismo, Teoria Queer e Marxismo na Intersecção”), de Holly Lewis que abordam…
Socialismo e Nacionalização

Socialismo e Nacionalização

Por Paul Lafargue via marxists.org, traduzido por Nara Castro No presente momento, está em processo de fabricação um socialismo para os capitalistas: ele é muito modesto; contenta-se com a transformação de certas indústrias em serviços públicos. E acima de tudo, ele não é comprometedor. Pelo contrário, reunirá um bom número…

Siga o Lavrapalavra por email

A história me absolverá, Fidel Castro, 1953

A história me absolverá, Fidel Castro, 1953

Por Silvane Ortiz Um homem que colocou sua vida a serviço de um ideal. De seu discurso de defesa, o que podemos perceber, mais do que qualquer outra coisa, é a transformação de um indivíduo e o despertar de um homem novo. Leia mais
Não é hora de criticar Lula?

Não é hora de criticar Lula?

Por Gabriel Landi Fazzio Lula acredita que conciliar a esquerda e os trabalhadores com a burguesia liberal é o único caminho para isolar e derrotar o bolsonarismo. Mas esse é justamente o caminho que incubou e fortalecerá a extrema-direita. Para lutar por uma tática de independência de classe e por…
Aspectos das condições de trabalho dos músicos no capitalismo contemporâneo

Aspectos das condições de trabalho dos músicos no capitalismo contemporâneo

Por Guilherme Cezar Nardi As formas de exploração sobre o músico no capitalismo é tão expressiva, que em nossa sociedade tal ofício desvanece o sentido e direito do reconhecimento como profissão. Esta falta de reconhecimento serve para continuar desregulada a balança da distribuição de capital, precarizando trabalhadores que se dispõem…
Como a ciência salvou a China

Como a ciência salvou a China

Por Shellen Wu, via Nature, traduzido por André de Souza Ferreira. Originalmente publicado em 2019. A cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de 2008 em Pequim apresentou quatro grandes invenções da China antiga: o compasso, a imprensa, o papel e a pólvora. A lição à mostra, como ensinado nas salas…
Uma precarização psíquica de magnitude quase inconcebível - Escritos a partir de K-punk de Mark Fisher

Uma precarização psíquica de magnitude quase inconcebível - Escritos a partir de K-punk de Mark Fisher

 Por Emiliano Exposto[1][2],via Cajanegra Editora, traduzido por Reginaldo Gomes A infraestrutura desejante do capital estimula forças psíquicas sinistras que ele descarta porque não pode controlar. Os poderes surreais e aterradores do inconsciente são desencadeados e descartados pela mesma maquinaria libidinal capitalista que a desperta, captura e obstrui.  Leia mais

Colabore

LavraPalavra conta com a participação de colaboradores na manutenção de seu conteúdo.

Para colaborar com alguma publicação ou caso tenha interesse em colaborar financeiramente, por favor, entrar em contato conosco.