Ler Asad Haider. O Althusserianismo e o debate das opressões, notas para uma pesquisa

Por João Pedro Luques

A preocupação sobre a relação entre filosofia e outras práticas é um elemento central no pensamento de Louis Althusser. Para ele, tanto a prática científica como a prática política fornecem elementos fundamentais para o pensamento filosófico. Seja para seu desenvolvimento, seja para seu atrofiamento. Continue lendo “Ler Asad Haider. O Althusserianismo e o debate das opressões, notas para uma pesquisa”

As origens britânicas do Estado de Israel: o sionismo e as disputas imperialistas no Oriente Médio

Por Camarada Guerra

O presente artigo busca compreender as raízes histórico-políticas do sionismo, marcado pelo surgimento do nacionalismo e desenvolvimento do imperialismo, que assume novas formas, a partir das mudanças profundas na ordem capitalista, compreendidas na virada na do século XX. Assim, ao analisar as origens do conflito Israel-Palestina, busca-se compreender o sionismo enquanto instrumento de dominação do imperialismo, expresso em sua totalidade na consolidação do Mandato Britânico na Palestina, que respondeu simultaneamente aos anseios do capital e do movimento sionista. Continue lendo “As origens britânicas do Estado de Israel: o sionismo e as disputas imperialistas no Oriente Médio”

Resenha: “Marxismo, Orientalismo e Cosmopolitismo”

Por Samy Joshua, via Viento Sur, traduzido por Faustino Eguberri para o espanhol e por Gabriel Landi Fazzio para o português.

Gilbert Achcar começou sua trajetória política no Líbano. Professor da Escola de Estudos Orientais e Africanos de Londres, é um dos maiores especialistas nas questões que aborda (poderíamos dizer “perito”, se esse termo não suscitasse, com razão, o desdém do autor ao longo de seu livro, devido à quantidade de supostos peritos autoproclamados que há nas telas das midiáticas). Continue lendo…

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑