Se quisermos sobreviver neste planeta precisamos abandonar a causa do Estado-nação

Por Slavoj Žižek, via Newstatesman, traduzido por Ricardo de Mello Ramos.

As últimas notícias da fronteira entre a Ucrânia e a Rússia indicam que já vivemos uma situação de pré-guerra – então, o que nós, pessoas comuns, devemos fazer quando a explosão de loucura global se aproxima? Continue lendo “Se quisermos sobreviver neste planeta precisamos abandonar a causa do Estado-nação”

Anúncios

Por que as pessoas acham Jordan Peterson tão convincente? Porque a esquerda não tem sua própria casa em ordem

Por Slavoj Žižek, via The Independent, traduzido por Thiago Marques

O psicólogo clínico canadense e professor universitário se tornou imensamente popular por suas visões de ‘anti-PC’ (anti-politicamente correto) e é adorado por muitos no alt-right. Ele é sedutor por uma série de razões, a maioria delas ligada as pessoas de esquerda às quais ele se opõe. Continue lendo “Por que as pessoas acham Jordan Peterson tão convincente? Porque a esquerda não tem sua própria casa em ordem”

Tese do Partido Comunista da Grécia ao 20º Encontro Internacional de Partidos Comunistas e Operários

Por KKE, via Solidnet, traduzido por Gabriel Landi Fazzio

Nos dias 23 a 25 de novembro, em Atenas, Grécia, o Partido Comunista da Grécia (KKE) sediará o 20º Encontro Internacional de Partidos Comunistas e Operários. Em outra ocasião, já abordamos o papel de destaque deste partido para a rearticulação do movimento comunista internacional. Continue lendo “Tese do Partido Comunista da Grécia ao 20º Encontro Internacional de Partidos Comunistas e Operários”

Brasil, Bannon e Bolsonaro: alegoria antecipada em “O Ovo da Serpente.”

Por Pedro Felipe Narciso

O ano é 1923, a Alemanha está devastada pelo cenário do Pós-Guerra e pela rapinagem de Versalhes. A economia está um caos e a inflação explode, um pacote de cigarros chega a custar 4 bilhões de Marcos. O desemprego, a fome e o desespero são normalizados como o cotidiano de milhões de alemães. Continue lendo “Brasil, Bannon e Bolsonaro: alegoria antecipada em “O Ovo da Serpente.””

A luta de classes no Brasil: balanço da campanha de Guilherme Boulos

Por Jones Manoel

Este será o primeiro escrito de uma série sobre a luta de classes no Brasil, a crise da Nova República e a aceleração radical na criação de um novo padrão de dominação política, representada pela eleição do neofascista Jair Bolsonaro. Pretendo escrever quatro textos. Cada um pode ser lido separadamente, pois terão focos diferentes, mas os quatro vão se completar num quadro mais amplo e com pretensões totalizantes na análise da dinâmica política brasileira. Continue lendo “A luta de classes no Brasil: balanço da campanha de Guilherme Boulos”

Redes sociais e centralismo democrático: oportunidades e desafios

Por Ben Becker, via Liberation School, traduzido por Gabriel Landi Fazzio

Este artigo é a versão editada de um documento interno do PSL (EUA – Partido pelo Socialismo e pela Libertação), inicialmente escrito no final de 2015. O documento embasou amplas discussões sobre a questão em todo o partido no início de 2016, examinando as novas possibilidades e dificuldades colocadas pela proliferação das mídias sociais a partir da perspectiva de um partido leninista. Continue lendo “Redes sociais e centralismo democrático: oportunidades e desafios”

Hegemonia 2.0

Por Lewis Bassett, via Verso Books, traduzido por Gabriel Landi Fazzio

Os eventos recentes provam conclusivamente que as mídias sociais não são comunidades globais neutras como muitas vezes são consideradas – como, por exemplo, no caso do recente expurgo de perfis no Facebook, censurando as vozes críticas à política externa dos EUA. Neste artigo, Lewis Bassett argumenta que estamos começando a testemunhar a emergência de um capitalismo monopolista tecnológico, apoiador do imperialismo dos EUA. Como, diante disso, podemos construir uma nova mídia de esquerda? Continue lendo “Hegemonia 2.0”

As eleições do ódio e os afetos na política

Por Marcela Pereira Rosa

O Brasil passa hoje por um complexo e conturbado processo político. Na acirrada disputa pela presidência, que polariza e divide o país, um dos fenômenos manifestos vem sendo a grave disseminação do chamado discurso de ódio. Há um ataque direto a determinados setores da sociedade – mulheres, negros, LGBTs, indígenas, determinados grupos de imigrantes e todos aqueles que se posicionam no campo da esquerda ou da centro-esquerda – que aprofunda preconceitos e estimula a intolerância a partir do menosprezo e da criminalização desses grupos. Continue lendo “As eleições do ódio e os afetos na política”

Existe fascismo no Brasil? O bolsonarismo como terror e ideologia

Por Gabriel Landi Fazzio

Nas últimas décadas, o termo “fascista” foi utilizado de modo bastante impreciso, arremessado indiscriminadamente contra qualquer ideia conservadora ou autoritária. Agora, em um momento em que o termo poderia ser usado com muito mais segurança, muitas dúvidas e confusões se tornam evidentes. O que é, afinal, o fascismo? Existe fascismo no Brasil? Continue lendo “Existe fascismo no Brasil? O bolsonarismo como terror e ideologia”

O ponto de vista comunista sobre o segundo turno

Por Gabriel Landi Fazzio

O “mal menor” é a palavra de ordem permanente da esquerda liberal. Essa é a própria essência daquilo que se chama “oportunismo” na esquerda. Mas se os comunistas realmente acreditam que haja o perigo do fascismo e estão sinceramente combatendo-o; neste caso irão votar até mesmo em um liberal, sem qualquer barganha, a fim de evitar que os reacionários fortaleçam suas posições na luta contra a classe trabalhadora e as camadas oprimidas do povo! Continue lendo “O ponto de vista comunista sobre o segundo turno”

“Estamos em um novo começo do pensamento marxista”

Entrevista de Alain Badiou por Mathieu Dejean, via LesInrocks, traduzido por Daniel Alves Teixeira.

Alain Badiou é um dos raros militantes maoístas franceses que não renunciaram ao seu compromisso de juventude, neste caso a União dos Comunistas da França Marxista-Leninista (Ucf-ml). Filósofo de renome mundial, traduzido em muitos países, ele é autor de um importante trabalho, dedicado tanto ao teatro, à poesia, ao amor quanto à política. Continue lendo ““Estamos em um novo começo do pensamento marxista””

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑