Etiqueta: Dialética

Por uma crítica marxista à Interseccionalidade

Por Holly Lewis, traduzido por Nícolas Duarte e Diana Capella. Esse texto é uma seleção de trechos do livro The Politics of Everybody: Feminism, Queer Theory and Marxism at the Intersection (em tradução livre, “A Política do Todo: Feminismo, Teoria Queer e Marxismo na Intersecção”), de Holly Lewis que abordam a crítica marxista às teorias

Leia mais »

Engels, Lei e Dialética

Por Paul O’Connell, traduzido por Bruno Caminotto Ordanini dos Santos Introdução É bem sabido que Marx e Engels nunca produziram uma compreensível Teoria da Lei, do direito ou do Estado. Pelo menos, nada que fosse páreo com sua crítica da convencional economia política no Capital e em outros lugares. Dito isso, assuntos como, lei, direito

Leia mais »

A educação no contexto da dependência brasileira

Por Felipe Montiel da Silva “No contexto, para compreender a estruturação do sistema de ensino nacional, é preciso ter em conta que o Brasil não está preso numa espécie de dimensão temporal arcaica na qual a civilização ocidental chegou à metade. O Brasil, por mais óbvio que possa parecer, chegou ao século XXI ao mesmo

Leia mais »

Dialética da Natureza de Engels no Antropoceno

Por John Bellamy Foster, via Monthly Review, traduzido por Catarina Duleba Como Paul Blackledge afirmou em um estudo recente sobre o pensamento de Engels, “a concepção de Engels de uma dialética da natureza abre um lugar através do qual as crises ecológicas” podem ser entendidas como enraizadas na “natureza alienada das relações sociais capitalistas”. É

Leia mais »

O ponto de vista da dialética: Filosofia e Ciência em Hegel

Por Pedro Mauad Gostaria de apresentar algumas considerações sobre a relação entre filosofia e ciência em Hegel. Porém, mais do que expor o posicionamento hegeliano frente a ciência de sua época, pretendo partir dessa posição para refletir sobre a ciência em sua acepção atual. Em outras palavras, trata-se de pensar, do ponto de vista da

Leia mais »

A viragem autocrítica de Lênin

Por Nestor Kohan, traduzido por Leonardo Godim Durante toda sua vida, pois, não deixou Lenin de estudar, sempre e em qualquer lugar, fosse a Lógica de Hegel ou a opinião de um trabalhador sobre o pão. O estudo permanente, deixar-se instruir sempre de novo pela realidade, é um marco essencial da absoluta prioridade da práxis

Leia mais »