Etiqueta: França

O Programa do Partido Operário francês

Por Karl Marx e Jules Guesde, via marxists.org, traduzido por Pedro Abilio “A rejeição dessas reformas iria, como Guesde acreditava, ‘liberar o proletariado de suas últimas ilusões reformistas e convencê-los da impossibilidade de evitar uma revolução”. Acusando Guesde e Lafargue de uma ‘fraseologia revolucionária’ e de negar o valor das lutas por reformas, Marx fez

Leia mais »

Michel Foucault sem espelhos: um pensador proto pós-moderno

Por Mavi Rodrigues. Capítulo IV da tese de doutorado apresentada em 2006, intitulada “Michel Foucault sem espelhos: um pensador proto pós-moderno”. O objetivo deste capítulo é apresentar Michel Foucault como um pensador proto pós-moderno, isto é, apresentar sua obra como fonte fecunda de argumentações pós-modernas (HARVEY, 1993). O ponto de vista adotado aqui é aquele

Leia mais »

Glossário de “Pour Marx” de Louis Althusser por Ben Brewster

Por Louis Althusser, traduzido por Reginaldo Gomes e Romulo Cassi Este glossário, que agora se publica em português, acompanha a edição inglesa de Pour Marx pela Verso Books, de título “For Marx”, datada de 1969, traduzida por Ben Brewster. Acreditamos que ele possa servir como um auxílio para leitura da obra, tanto para os iniciantes,

Leia mais »

Os quatro princípios do marxismo

Por Alexis Cukier e Isabelle Garo, via Positions Politics, traduzido por Diogo Fagundes Nessa pequena entrevista conduzida por Alexis Cukier e Isabelle Garo em 2019, o filósofo francês Alain Badiou fala sobre o que considera ser quatro princípios fundamentais do marxismo. Trata também da conjuntura e das lições de maio de 1968 na França, bem como

Leia mais »

Para Louis Althusser

Por Etienne Balibar, originalmente em Rethinking MARXISM Volume 4, Number 1 (Spring 1991), traduzido por Rodrigo Gonsalves A seguir, é o elogio de Etienne Balibar para Louis Althusser por ocasião de sua morte, em 22 de outubro de 1990. O elogio de Balibar foi entregue no túmulo de um cemitério perto de Paris, em 25

Leia mais »

Porque Badiou é rousseauniano?

Por Simon Critchley, via International Journal of Badiou Studies, traduzido por Daniel Fabre “Para entender a ideia política de Badiou, penso que é necessário considerar sua proximidade com Rousseau, outro platônico por um momento. Na minha opinião, o entendimento político de Badiou é muito mais rousseauniano do que marxista.”

Leia mais »

O monólogo do vírus

Por autor desconhecido, via lundimatin.am, traduzido por Pedro Pimenta Queridos humanos, parem com os seus ridículos apelos à guerra. Parem de me lançar esses olhares de vingança. Desliguem a aura de terror com que embrulham o meu nome. Nós, os vírus, desde a origem bacteriana do mundo, somos o verdadeiro continuum da vida na Terra.

Leia mais »