Etiqueta: Psicanalise

Surtos de Agressividade

Por Todd McGowan, tradução por Matheus Cornely Sayão Trecho do livro “End of Dissatisfaction?: Jacques Lacan and the Emerging Society of Enjoyment”, escrito por Todd McGowan, e publicado pela editora State University of New York.

Leia mais »

A hegemonia da raça: de Gramsci a Lacan

Por Richard Seymour e Daniel Hartley, via Revue Periode, traduzido por Ícaro Batista Mesmo em suas interpretações as mais sofisticadas, o marxismo tem uma tendência de ler o racismo de forma instrumental. Tal ideologia é adotada por uma série de atores porque é consistente com certos interesses, porque consolida alguma forma de hegemonia, porque tem

Leia mais »

Sobre o fetiche

Por Richard Seymour, via Leninology, traduzido por Elaine Pinto O jardim das delícias virtuais que chamamos de internet é uma fábrica ampliada no espaço e no tempo. Olhar é trabalhoso, e o valor do que quer que seja visto é apenas a forma fetichizada de todos os olhares, ou inspeções persistentes, que a imagem atrai.

Leia mais »

Coletes Amarelos …. Psicanalistas ….

Atualmente vivemos um grande momento em que o pertencimento ao « povo francês » retoma seu sentido histórico. O que é o « povo », senão desde os gauleses, os levantes incessantes contra o imposto sobre o sal e – entre outros – a revolta contra um rei criminoso, a Comuna de Paris, Maio de 68 ?

Leia mais »

Problemas com a (in)existência

         Por Daniel Alves Teixeira, membro do Círculo de Estudos da Ideia e da Ideologia. O recém-lançado livro “Ensaio sobre mortos-vivos: The Walking Dead e Outras Metáforas”, organizado por Diego Penha e Rodrigo Gonsalves, e contendo textos de diversos autores, entre eles Christian Dunker, Ivan Estêvão e Mlader Dolar, para citar somente

Leia mais »

A Psicanálise, o mito e o Mito

Por Philippe Augusto Carvalho Campos Ante a ascensão do “Mito”, uma postura apareceu na cena psicanalítica: temos visto a psicanálise, por meio de psicanalistas ou instituições, se posicionar contrariamente ao Bolsonaro.

Leia mais »

A ascensão do autoritarismo: o gozo do sujeito instrumentalizado

Por Camila Koenigstein Em seu texto “A sedução totalitária”, Contardo Calligaris se propõe percorrer o caminho outrora feito por Hannah Arendt, Jaspers e outros intelectuais que tentaram compreender a ascensão do nazismo e a aceitação do mesmo por parcela considerável da população alemã.

Leia mais »