Categoria: Crítica da Economia

O fogo de palha da economia estadunidense

Por Michael Roberts, via Michael Roberts blog, traduzido por Ana Carolina de Paula e Isabela Ferreira Gesser Na semana passada [escrito em 21.03.21], o Sistema de Reserva Federal dos EUA (FED) elevou suas previsões de crescimento para a economia americana deste ano e do seguinte.

Leia mais »

O mito do elitismo em Lênin

Por Paul D’Amato. Via International Socialist Review, traduzido por Juan Rodrigues. “Reciclando as mesmas duas ou três citações e se estruturando em conceitos acerca de Lênin estabelecidos pelos mencheviques, muitos historiadores concluem que a única contribuição de Lênin para o marxismo, expressa em “Que Fazer?”, consiste na concepção de organização revolucionária enquanto partido centralizado e

Leia mais »
Fiódor Usipenko. Operação Noturna (1958)

Militarismo e Capitalismo: Apontamentos para uma Teoria Materialista da Guerra

Por Antonio Galvão Recentemente, publicamos um artigo acerca da Guerra Híbrida, por meio do qual procuramos entender tal fenômeno à luz das teorias marxistas focadas na categoria das formas sociais. Contudo, o exercício dessas reflexões acerca da Guerra Híbrida nos ensejaram uma nova inquietação, relacionada ao entendimento do próprio fenômeno bélico em sentido amplo. Além

Leia mais »

A crise global de 2008: uma análise marxista dos perigos da financeirização da economia

Por Lucas Barroso* Desde a metade do século XIX, Karl Marx (1818-1883) já previa a centralidade dos Estados Unidos no mercado mundial. Em seu artigo “Deslocamentos do Centro de Gravidade Mundial”, o sociólogo alemão tece suas análises sobre a conjuntura econômica estadunidense a partir de uma recente descoberta de minas de ouro nas minas californianas. 

Leia mais »

O capital antes da grande indústria

Por Jairus Banaji, via Legal Form, traduzido por Jaqueline Uzai A liberdade do trabalhadores livres também implica que eles estão livres de coerção ou mesmo violência na relação de emprego? A resposta é “não”. (1) Não há nenhuma sugestão em Marx que a liberdade do trabalho “livre” envolve a ausência tanto de dominação quanto de

Leia mais »

Nelson Werneck Sodré e a gênese sócio-histórica da Revolução Brasileira

Por Vinícius Okada M. M. D’Amico* “Diante disso, é uma absurdidade sem tamanho reduzir um intelectual como Nelson Werneck Sodré, com mais de 50 livros e 3 mil artigos publicados, pesquisador incansável da realidade econômica, política, social e cultural brasileira, a uma mera querela anacrônica sobre o “feudalismo” na América Latina.

Leia mais »