Poderão as manifestações de rua deter a temerária ofensiva burguesa?

Por Gabriel Landi Fazzio

“Para não ter protestos vãos, para sair deste antro estreito, façamos nós com nossas mãos tudo o que a nós nos diz respeito”. – Verso de “A Internacional”, hino do movimento comunista internacional.

Continue lendo…

Anúncios

Gramsci sobre a legalidade

Por Antonio Gramsci, em Socialismo e Fascimo. L’Ordine Nuovo 1921-1922, via Capitalismo em desencanto. Imagem via AsymptoticWay.

Sem qualquer ilusão na democracia formal, que alguns de seus intérpretes parecem ter, Gramsci critica duramente a esquerda que se permite enganar com as garantias legais do estado burguês. O texto que segue, publicado originalmente sob o título “Legalidade”, é de extrema atualidade para o estudo da teoria marxista do direito e do Estado.

Continue lendo…

Velhices

Por Antonio Gramsci*.

Em 1915, em Turim, Gramsci adere ao socialismo e passa a escrever em jornais como o Avanti!, órgão oficial do Partido Socialista. Seus escritos em tal veículo e em outros, como o L’Ordine Nuovo, que ele próprio fundaria em 1919, Continue lendo…

Gramsci contra o “marxismo cultural”

Por Gabriel Landi Fazzio, imagem via AsymptoticWay

A prisão de Antonio Gramsci, em 8 de novembro de 1926, marca também o auge da repressão fascista, após o terceiro atentado contra Mussolini. O comunista foi sentenciado a cinco anos de confinamento e, no ano seguinte, a 20 anos de prisão em Turi. Em 1934, já bastante doente, foi libertado condicionalmente para tratar-se. Morreu em Roma, três anos depois, aos 46 anos. Em seu julgamento, o promotor teria afirmado que “é preciso impedir este cérebro de pensar por vinte anos”. Continue lendo…

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑