A Forma Animal da Mercadoria

Por Maila Costa

“Revelar o verdadeiro valor por trás das mercadorias, seja o valor do trabalho humano que é precarizado aos maiores níveis possíveis, seja o valor inestimável da natureza que muitas vezes é até mesmo irrecuperável, ou seja o valor das vidas dos animais atormentados é imprescindível para que as contradições insuperáveis do capitalismo sejam perceptíveis sob a intrincada malha ideológica que cobre e atravessa a classe trabalhadora.”

Continue lendo “A Forma Animal da Mercadoria”

O terceiro período da ecologia soviética e a crise planetária

Por John Bellamy Foster, via Monthly Review, traduzido por Letícia Ferreira de Medeiros

A ecologia soviética apresenta um conjunto extraordinário de paradoxos históricos. Por um lado, a URSS nos anos de 1930 e 1940 expurgou de forma violenta vários de seus pensadores ecológicos principais e degradou seriamente seu meio ambiente na busca pela rápida expansão industrial. Continue lendo “O terceiro período da ecologia soviética e a crise planetária”

Onde está a quebra? Marx, Lacan, Capitalismo e Ecologia

Por Slavoj Žižek, via The Philosophical Salon, traduzido por Daniel Alves Teixeira

Quando, décadas atrás, a ecologia surgiu como uma questão teórica e prática crucial, muitos marxistas (assim como críticos do Marxismo) notaram que a natureza – mais precisamente, o exato status ontológico da natureza – é o único tópico em que até o materialismo dialético mais grosseiro possui uma vantagem sobre o Marxismo Ocidental. Continue lendo “Onde está a quebra? Marx, Lacan, Capitalismo e Ecologia”

Se quisermos sobreviver neste planeta precisamos abandonar a causa do Estado-nação

Por Slavoj Žižek, via Newstatesman, traduzido por Ricardo de Mello Ramos.

As últimas notícias da fronteira entre a Ucrânia e a Rússia indicam que já vivemos uma situação de pré-guerra – então, o que nós, pessoas comuns, devemos fazer quando a explosão de loucura global se aproxima? Continue lendo “Se quisermos sobreviver neste planeta precisamos abandonar a causa do Estado-nação”

A passagem

Por Joelton Nascimento[1] e Silvia Ramos Bezerra[2]

Presenciamos hoje processos extremos onde alcançamos os limites de nossos modos de vida: limites econômicos, limites ecológicos, limites cognitivos. Sabemos, todavia, que outros modos de vida só podem ser alcançados após um incerto processo de transformação mais ou menos longo, mais ou menos tortuoso, mais ou menos difícil. Marx deu a isso o nome de transição. Continue lendo “A passagem”

Reciclagem, comidas orgânicas, andar de bicicleta… não é assim que nós salvaremos o planeta

Por Slavoj Žižek, via BlibiObs, traduzido por Daniel Alves Teixeira

Em dezembro de 2016, milhares de cidadãos chineses asfixiados pela poluição atmosférica tiveram que se refugiar no campo na esperança de nele encontrar uma atmosfera mais respirável. Continue lendo “Reciclagem, comidas orgânicas, andar de bicicleta… não é assim que nós salvaremos o planeta”

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑