“Pode ser que um certo nível de violência seja inevitável.”

Entrevista por Han Renard, via Le vif, traduzida por Daniel Alves Teixeira

Vestido em calças de trabalho verde e uma jaqueta de lã, Alain Badiou, em seu modesto apartamento no centro de Paris, mais parece um homem aposentado do que o homem considerado um dos maiores pensadores de nosso tempo. A ostentação cara aos intelectuais franceses é totalmente estranha para ele. 

Continue lendo ““Pode ser que um certo nível de violência seja inevitável.””

Anúncios

A felicidade real de Alain Badiou

Por Alain Badiou, traduzido por Daniel Alves Teixeira

Ao final de seu livro Métaphysique du Bonheur Réel (Metafísica da Felicidade Real, ainda sem tradução para o português), Alain Badiou recapitula os 21 pontos que sintetizam aquilo que para ele poderia ser chamada de felicidade real:

Continue lendo…

A filosofia deve enfrentar o amor e a felicidade

Por Alain Badiou, via Regards, traduzido por Daniel Alves Teixeira.

Esta é a tradução de uma entrevista do filósofo francês Alain Badiou realizada em função do lançamento de seu livro “Metaphisique du Bonheur Reel” (editora PUF, 2015), em que realiza uma análise acerca da concepção atual de felicidade. Para ele, a felicidade estaria em nossos tempos, na ideologia dominante, ligada à ideia de conforto e segurança, da não assunção de riscos. Continue lendo…

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑