Carta de Lênin a Rosa Luxemburgo

Por Lênin, via marxists.org, traduzido por Gabriel Landi Fazzio

Enviada de Paris para Berlim em 18 de maio de 1909. Publicada em 1925.


18 de maio, 1909

Werte Genossin, [1]

Eu lhe enviei ontem, por meio de correspondência registrada, uma cópia do meu livro sobre filosofia – em memória à nossa conversa sobre Mach quando nos vimos por último. [2]

Se possível, gostaria de pedir que você escrevesse uma nota sobre esse livro para a Neue Zeit para a Verzeichnis der in der Redaktion eingelaufenen Druck-Schriften. [3] Se isso requer qualquer formalidade, tal qual enviar o livro diretamente para os editores (que não falam russo), me avise, e eu tentarei enviar uma cópia especial para os editores da Neue Zeit.

Você, é claro, ouviu através do camarada Tíshka [4] sobre nossa luta interna entre os bolcheviques. Seu artigo [5] contra os otzovistas e ultimatistas agradou bastante a todos; é uma pena que você escreva tão raramente em russo; você prefere o rico Partido Social-Democrata dos alemães ao pobre Partido Social-Democrata dos russos.

Tudo de bom! Saudações a Tíshka. Com cumprimentos, N. Lênin.

P.S. A nota dos editores da Die Neue Zeit ao (excelente) artigo de Rothstein no nº 33 me leva a pensar que o próprio Kautsky não está muito satisfeito agora com sua defesa do Partido Trabalhista Independente em Bruxelas… [6] estou certo?


Notas:

[1] N.E. Em alemão no original: “Cara camarada”.

[2] N.E. Lênin e Krúpskaia haviam visitado Rosa no começo de janeiro de 1908, quando pararam em Berlim em seu caminho entre Genebra e Estocolmo.

[3] N.E. Lênin se refere à seção “Lista de materiais impressos recebidos na redação”, da revista Die Neue Zeit (“O novo tempo”), a revista teórica da social-democracia alemã. Uma nota informativa sobre o livro de Lênin, Materialismo e empirocriticismo, foi publicada na edição de 8 de outubro de 1909.

[4] N.E. Codinome do social-democrata Leo Jogiches, nascido na Lituânia e atuante também na Polônia (dirigindo o SDKPiL) e na Alemanha.

[5] N.E. Referência ao artigo Ressaca revolucionária, de Rosa Luxemburgo, presente em A outra Rosa.

[6] N.E. Lênin se refere à polêmica em torno da adesão deste partido à Segunda Internacional, a respeito da qual manifestou-se no artigo Encontro do Bureau Socialista Internacional (inédito em português).

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pocket

Posts recentes

Mais lidos

Deixe um comentário