Etiqueta: Coronavírus

Nova hora dos ruminantes

Por Luciano Alberto de Castro, cronista e professor da Universidade Federal de Goiás A Praça Cívica é um belo espaço público de Goiânia. Um marco da cidade, traçada sob os preceitos do Art Déco. Por isso, a capital de Goiás tem ares de South Beach. Art Déco é arte decorativa, preza as linhas geométricas e

Leia mais »

Acostume-se com o vírus (e com as queimadas, e…)? Não, obrigado!

Por Slavoj Žižek, via Crisis and Critique, traduzido por Rodolfo Rodrigues “Se não fizermos nada, nosso mundo logo se tornará irreconhecível para seus habitantes. E o que estamos fazendo é quase nada – todos os consensos em falas a respeito das medidas contra o aquecimento global apenas mascaram esse nada.”

Leia mais »

A Epidemia do Filósofo

Por Marco D’Eramo, via New Left Review, traduzido por Julio d’Avila “Não haverá recuperação. Haverá convulsão social. Teremos violência. Haverão consequências sociais e econômicas: desemprego dramático. Cidadãos sofrerão dramaticamente: alguns morrerão, outros se sentirão muito mal.”

Leia mais »

Hip Hop, luta de classes e pandemia ou sobre como (re)politizar a cultura

Por Arthur Moura “Quem promove a orientação política no seio da cultura Hip Hop e qual é a natureza dessa orientação? Há duas formas possíveis de analisar essa questão. Em primeiro lugar devemos pensar que é o corpo coletivo, nesse caso a junção de todos os elementos da cultura Hip Hop numa dinâmica entre forças

Leia mais »

Distopia ou Utopia: Diante de quem o futuro se ajoelhará?

Por André Márcio “Pois bem, pelo menos parece não restar uma dúvida: a de que a utopia precisa voltar a ser a chave benjaminiana contra os escombros do progresso e a catástrofe do futuro. É preciso escovar a história a contrapelo para vislumbrar uma saída diferente do que a mesma projeta para nós. Caso contrário,

Leia mais »

Reflexões sobre cansaço escópico durante a pandemia

Por Patrícia P. Ferreira e Clarice P. Paulon Começamos escrevendo estas palavras que seguem utilizando o presente. Dias depois, quando voltamos para seguir a escrita, não sabíamos mais qual tempo verbal usar. Estamos em meados de junho e no Brasil, na cidade de São Paulo (e em muitas outras), o momento é de ‘reabertura’ ao mesmo

Leia mais »

Um cheiro de perfume podre: paranoia, negação e militares

Por André Márcio “O Brasil pandêmico tem um cheiro de perfume podre e todos nós sabemos de onde ele vem. Na verdade, esse cheiro está hoje disseminado por toda a nossa sociedade. Ele vem das valas comuns abertas para jogar os corpos produzidos pela ignorância do governo Bolsonaro. O mesmo cheiro vem dos corpos putrefatos

Leia mais »