Devemos culpar o socialismo pela interminável crise da Venezuela?

Por Asa Cusack, via Al Jazeera, traduzido por Maria Lua

Apesar do “socialismo do século XXI” estar relacionado com o colapso da Venezuela, também estão as características do contexto do país, do capitalismo e da cultura, escreve Asa Cusack (LSE Centro Latino Americano e Caribenho). Continue lendo “Devemos culpar o socialismo pela interminável crise da Venezuela?”

David Harvey, Michael Roberts, Michael Heinrich e o Debate da Teoria das Crises

Por Sam Williams, via A Critique of Crisis Theory traduzido por Augusto Ribeiro Silva

Recentemente David Harvey, o conhecido escritor de economia marxista, criticou a visão do blogueiro de economia marxista Michael Roberts sobre a teoria das crises. De acordo com Harvey, Roberts teria uma teoria das crises “monocausal”. A objeção de Harvey é à ênfase de Roberts na teoria de Marx da tendência de queda da taxa de lucro [FRP ou Falling Rate of Profit, em inglês] como a causa subjacente das crises capitalistas.

Continue lendo “David Harvey, Michael Roberts, Michael Heinrich e o Debate da Teoria das Crises”

Uma teoria completa sobre as crises econômicas capitalistas? Considerações sobre o trabalho de Sam Williams

Por Terry Coggan, via James Robb, traduzido por Augusto Ribeiro Silva

Um dos aspectos mais úteis da obra de Williams é desmistificar a ideia, compartilhada implicitamente por alguns marxistas, de que o ouro foi desmonetizado. Ele faz isso descrevendo extensivamente a natureza e o papel das duas outras formas de dinheiro, o dinheiro fiduciário e o dinheiro creditício, e mostrando que o próprio fato de haver leis econômicas que limitam a quantidade dessas duas formas de dinheiro que podem ser criadas é prova de que enquanto elas podem representar a mercadoria-dinheiro ouro em circulação, nenhuma das duas pode substituí-la. Continue lendo “Uma teoria completa sobre as crises econômicas capitalistas? Considerações sobre o trabalho de Sam Williams”

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑