Etiqueta: Raça

Lei e crítica: sobre Arendt, raça e a transgressão

Por: Ayça Çubukçu, via Critical Legal Thinking, traduzido por Marcelo Bamonte A forte rejeição de Arendt à ação afirmativa e ao movimento Black Power pode ser interpretada como uma articulação inicial de objeções contemporâneas – e categóricas – à “política de identidade”, com base no fato de que elas constituem “racismo reverso”, ou então, uma

Leia mais »

J. William Fulbright, o apagamento da memória e a fuga de cérebros

Por Fernando Alcântara Provocado por uma nota de rodapé do ótimo livro “Há uma revolução em andamento – discursos de Malcolm X”, lançado em 2020 pela Lavra Palavra Editorial na página 50, nota 12, que faz uma breve biografia do ex-senador estadunidense James William Fulbright “foi um senador estadunidense pelo estado do Arkansas, parte da

Leia mais »

Kwame Nkrumah: o encontro de duas razões revolucionárias

Por Jones Manoel, prefácio à coletânea “Kwame Nrkumah – Escritos“ “Nkrumah é um brilhante exemplo da capacidade do marxismo de ser uma arma crítica e emancipatória para todos os explorados e oprimidos, combinando – nunca é demais insistir: de forma crítica e criativa – as duas grandes razões revolucionárias da modernidade: marxismo e luta anticolonial.

Leia mais »

Pan-africanismo, historicidade e disputa de narrativas

Por Vinicius Souza, publicado na revista Clio Operária Uma tendência normal é enxergar as pessoas negras como se todas fossem à mesma coisa, como se a experiência individual de vida não contasse para a formação da concepção de mundo, de si mesmo e, portanto, da racialização.

Leia mais »

Vocês querem um Hitler negro? Crítica ao Black Money

Por Jones Manoel e Douglas Rodrigues Barros À proporção que me aprofundava no conhecimento da doutrina marxista e me esforçava por ter uma ideia mais clara das atividades do marxismo, os próprios acontecimentos se encarregavam de dar uma resposta àquelas dúvidas. 

Leia mais »

Uma conversa entre Inês Maia e Douglas Rodrigues Barros

Transcrito por Daniel Fabre Este texto, que agora você lê, foi de uma conversa gravada secretamente, isto é, sem que os dois envolvidos no diálogo soubessem. Depois foi transcrito, editado por mim e revisto tantas vezes pelas duas pessoas envolvidas que se perdeu a coloquialidade do diálogo. Posteriormente, deram aval para a publicação. Havia mais

Leia mais »

A hegemonia da raça: de Gramsci a Lacan

Por Richard Seymour e Daniel Hartley, via Revue Periode, traduzido por Ícaro Batista Mesmo em suas interpretações as mais sofisticadas, o marxismo tem uma tendência de ler o racismo de forma instrumental. Tal ideologia é adotada por uma série de atores porque é consistente com certos interesses, porque consolida alguma forma de hegemonia, porque tem

Leia mais »