Etiqueta: Trabalhadores

Violência: Esboço de uma Crítica

Por Eitor Ramiro Sena de Macedo “De toda forma, é problemático o uso esvaziado da palavra violência, pois essa arbitrariedade carrega a forma do senso comum, eivada de ideologia e aprisionada na aparência. Por exemplo, os comunistas são vistos como violentos4, pois as experiências revolucionárias foram destacadas historicamente por esse conceito. Entretanto, a colonização da

Leia mais »

O Antiespecismo como Apropriação da Classe Trabalhadora: Entrevista com Marco Maurizi

Traduzido por Vitória Nogueira Silva Dantas e Maila Costa “As sínteses teóricas e os movimentos sociais ecológicos e por libertação animal vêm crescendo nos últimos anos conforme se intensificam a exploração da natureza e a indústria animal e conforme se tornam mais nítidas as contradições e consequências referentes à comoditização da vida e sua categorização

Leia mais »

Mao Tsé Tung- O Processo da Revolução

Por Márcio Brilharino Neves “Na sociedade socialista continuam a existir as classes e a luta de classes, a luta entre a via socialista e a via capitalista. Não é suficiente a revolução socialista apenas na frente econômica, relativamente à propriedade dos meios de produção, o que não permite assegurar as suas conquistas. E preciso também uma Revolução Socialista conseqüente na frente política e

Leia mais »

Reflexões teóricas sobre o Trabalho: O Músico em questão

Por Guilherme Nardi “Este artigo é uma reflexão teórica na tentativa de iniciar uma pesquisa sobre as relações entre trabalho e música. Uma das minhas preocupações é tentar entender as relações de classe dentro do mundo dos trabalhadores de música. Não simplesmente tentar ver a luta de classe nestas relações, não sei nem ao certo

Leia mais »

Direito à preguiça (e ao ócio) – Paul Lafargue

Por José Manuel de Sacadura Rocha Em 1880, Paul Lafargue, publicou no Semanário L’Egalité, o seu DIREITO À PREGUIÇA. Na prisão, em 1883, Lafargue escreveu suas notas ao texto original, com o mesmo brilhantismo e antecipação dos males do trabalho que, ao contrário do que se supõe, proporciona aos produtores diretos e a toda a

Leia mais »

Um protesto contra o liberalismo de esquerda

Por Eduardo Borges* Com a saída de Moro, a classe trabalhadora anti-sistema se auto-percebe como órfã de um partido político, abrindo assim um novo horizonte histórico, a revolução brasileira. A essência se apresenta na aparência, não havendo mais, a possibilidade concreta da alienação política da práxis futura. Assim não há mais alternativa para a classe

Leia mais »

Os que comem e os que servem: sobre a exploração no trabalho

Texto anônimo por requerimento do autor Este não é um texto necessariamente teórico, mas um estudo de caso (ou se quiser uma auto-reflexão ou relato) sobre minha experiência no mercado de trabalho como forma de pensar a condição do trabalhador ou do trabalho em nossa sociedade.

Leia mais »