Etiqueta: Literatura

O monólogo do vírus

Por autor desconhecido, via lundimatin.am, traduzido por Pedro Pimenta Queridos humanos, parem com os seus ridículos apelos à guerra. Parem de me lançar esses olhares de vingança. Desliguem a aura de terror com que embrulham o meu nome. Nós, os vírus, desde a origem bacteriana do mundo, somos o verdadeiro continuum da vida na Terra.

Leia mais »

Cinco Dificuldades no Escrever a Verdade

Por Bertolt Brecht via marxist.org, tradução de Florian Geyer. O pensamento não é mais cultivado. E, quando é cultivado, termina sendo perseguido. Mesmo assim, sempre existem campos nos quais, sem perigo de ser apanhado, pode-se exercer com êxito o pensamento; são os campos nos quais até as ditaduras necessitam do pensamento. Pode-se provar os êxitos

Leia mais »

O cristal vermelho – sobre o realismo de Thiago Cervan

Por Carlos Eduardo Carneiro* Thiago Cervan sabe que cumprir a função de intelectual não é um dom, é fruto da superprodução de valores de uso da indústria capitalista e que ele, oriundo da periferia do ABC paulista, é uma das exceções que conseguiram, devido à inúmeras circunstâncias de vida, livrar-se da condição de exército reserva

Leia mais »

Classes da Grécia Antiga

Por Peter W. Rose, traduzido por Felipe Campos de Azevedo Nesta introdução ao livro “Class in Archaic Greece” [Classes na Grécia Arcaica] (2012, p. 15-19), Peter Rose (crítico literário marxista especializado na literatura grega) apresenta algumas questões sobre o estudo materialista dialético das sociedades pré-capitalista.

Leia mais »

Uma crítica marxista da literatura grega

Nesta introdução ao livro “Sons of the Gods” [Filhos dos Deuses] (1992), o autor Peter Rose apresenta uma crítica literária marxista robusta dos textos da gregos do período clássico.

Leia mais »

Tropicália: O lixo e a lógica

Por Gabriel Varandas Lazzari Tropicália ou Panis et Circencis1 (1968)2 é um dos discos mais conhecidos da música brasileira e foi fruto do “momento tropicalista”3, conjuntura artística que aconteceu no final dos anos 1960.

Leia mais »

Chico Buarque e a nossa geração

Por Urariano Mota Chico Buarque vai para 75 anos. Que tempos difíceis ele viveu e vivemos! O quanto ele soube se portar com dignidade humana, artística e política, em meio à desesperança da ditadura. E venceu, e tem vencido, em uma dimensão maior que a do Prêmio Camões, que por justiça e unanimidade vem para

Leia mais »