Lendo o Capital com David Harvey

Por Daniel Fabre

É bem possível que David Harvey seja o maior geógrafo vivo da atualidade. Sua abordagem sobre o espaço urbano é não apenas inovadora, mas também fiadora da tradição marxista de crítica da economia política.


O geógrafo britânico marxista formado pela Universidade de Cambridge é autor de vasta obra, como a crítica da “pós-modernidade” A condição Pós-moderna,o Enigma do Capital, ou o mais recente Paris, capital da modernidade,lançado em 2015.harvey

Como se sabe Harvey consolidou seu prestígio ministrando por mais de 40 anos a leitura de O Capital de Karl Marx, na Universidade John Hopkins em Baltimore, EUA e posteriormente na City University de Nova Iorque.

Há algum tempo estas aulas foram disponibilizadas no Youtube, em seu canal Reading Marx’s Capital with David Harvey, passando desapercebido a imensa maioria dos leitores nacionais.

Excelente material para estudos sobre a obra, o canal ganhou recentemente legendas em português, facilitando sua difusão no Brasil e em países lusófonos.

 

Vale a pena abrir novamente o livro e acompanhar as explicações do geógrafo que influenciou as últimas gerações na leitura de Marx com sua humildade e simplicidade, capitulo por capitulo, analisando em minúcia a obra por todos os seus três livros, auxiliando a compreender as profundezas da crítica da economia política e os segredos da mercadoria.David-Harvey-Crisis-of-Capitalism-U-Tube

Em um dos vídeos, quando questionado sobre porque retomou a leitura d’O Capital no inicio dos anos 70, Harvey responde:

“Foi um daqueles momentos históricos em que me pareceu adequado fazê-lo. Eu chegue da Inglaterra(aos EUA), desembarquei no verão de 69. Chego a cidade de Baltimore, onde em 1968 houve uma tremenda explosão de violência, em sequencia ao assassinato de Martin Luther King, as questões dos direitos civis estavam na ordem do dia, o racismo na cidade era flagrante, acontecia a guerra do Vietnam, e em todos os lados os protestos contra a guerra aumentavam, era um tempo muito, muito confuso… E eu lembro-me… dezembro de 69, eu acho… Fred Hampton é assassinado em Chicago, um dos líderes dos Panteras Negras, e logo depois disso, em Maio de 70, houve os assassinatos no estado de Kent. Enormes greves estudantis, milhões de estudantes por todo o país entram em greve. E logo depois disso houve os assassinatos no estado de Jackson. Por isso foram tempos muito, muito complicados.

E eu penso, para mim, em qualquer caso, houve a sensação de que não sabíamos muito bem como lidar, ou como explicar isso. Eu tinha sido treinado como cientista social, para pensar sobre as coisas, e não conseguia encontrar um modelo que me permitisse realmente abranger tudo o que estava a acontecer. Então eu disse a alguns estudantes universitários: Que tal lermos o Capital?. Uma vez que é um livro que nenhum de nós leu, talvez haja lá alguma coisa que possa nos ajudar. E então alguns de nós sentamos e começamos a ler a obra em grupo. E foi assim que começou. E então o lemos uma vez e o interpretamos de um modo completamente errado. hoje quando olho para trás, me sinto envergonhado quando me lembro do que dissemos sobre este livro no primeiro ano. Sabe como é, era como se fôssemos cegos guiando outros cegos ao longo desde enorme texto. E não fazíamos a menor ideia do que estávamos fazendo e então pensamos: “Bem, já que o fizemos uma vez, o melhor é fazê-lo outra vez porque provavelmente não o fizemos bem”. Houve contudo uma coisa que eu aprendi desta primeira leitura, que foi: só se começa realmente a compreender o Capital quando se chega ao fim. é muito difícil começar com uma clara compreensão. Assim, no segundo ano decidimos tentar novamente, e fizemos uma segunda leitura. E eu pensei para mim próprio: Bem, isto é interessante, agora eu começo a ver um modelo a emergir que me ajudava a explicar o que estava se passando. Assim, pensei: Bem, o melhor é continuar. E havia na altura outras pessoas como eu, com este tipo de necessidade, de um modelo, e então, aos poucos comecei a dizer: Bem, eu vou fazer isto todos os anos. E o estranho quando se faz isso é que de repente, você começa a ver a si próprio com um Marxista.”

Canal com todas as aulas no Youtube

cover_3
Anúncios

Um comentário em “Lendo o Capital com David Harvey

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: