Para a crítica da centralidade do trabalho: contribuição com base em Lukács e Postone

Por Mario Duayer* e Paulo Henrique Furtado de Araújo**, via Revista Em Pauta.

O artigo procura contribuir para a autocrítica que a tradição marxista deve a si mesma. Baseia-se especialmente em Lukács e Postone para sustentar que a crítica das concepções correntes sobre trabalho Continue lendo…

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑